Declaração à imprensa: Jesuítas SAP continuam COVID-19 Resposta

(Left-to-Right:) Pe. Nicholas Penge SJ, Delegado do SAP para a Zâmbia, com Ir. Agnes Lungu, Coordenadora Nacional de Saúde na Conferência Zambiana de Bispos Católicos, representando o Bispo George Lungu, Bispo da Diocese de Chipata, na entrega de pacotes de alimentos na Cúria Jesuíta em Lusaka, Zâmbia.

“Caminhar com os excluídos, os pobres, os marginalizados do mundo, aqueles cuja dignidade foi violada, numa missão de reconciliação e justiça”.

Inspirada pela segunda preferência apostólica universal dos Jesuítas, a resposta COVID-19 da Companhia de Jesus na Zâmbia, ajudou, ao longo do último ano, mais de 3.800 famílias em Lusaca a um custo de ZMW K1.636.100,00. Mais de 30 paróquias e instituições em Lusaca foram as principais beneficiárias das ofertas de alimento desta campanha. Hoje oferecemos mais 1.710 pacotes de alimentos a mais 3 dioceses.

Desde 25° de Março de 2021, a Companhia de Jesus na Zâmbia faz agora parte da Província da Companhia de Jesus da África Austral (SAP), daí a alteração do nome desta campanha. Este alívio COVID-19 continua agora duma forma alargada para ajudar ainda mais pessoas em toda a região. Hoje, a resposta jesuíta SAP COVID-19 alarga o seu alcance a mais três Dioceses da Zâmbia, nomeadamente: Chipata, Monze e Kabwe.

Registando com alarme a crescente insegurança alimentar no país, serão distribuídos um total de 1.710 pacotes alimentares compostos por farinha de milho, açúcar, óleo de cozinha e soja. Esperamos que a pequena contribuição que esta campanha está a dar ajude as famílias mais necessitadas destas dioceses a ter algo para comer, pelo menos durante as próximas semanas. Queremos agradecer aos nossos benfeitores que doaram estes alimentos (no valor de 25.000 dólares), pois sem o seu apoio, não seríamos capazes de oferecer esta ajuda.

Além disso, é gratificante ver o esforço do Governo para garantir vacinas COVID-19 na Zâmbia, e a Companhia de Jesus na África Austral encoraja todas as pessoas a recorrer a estas vacinas. Fazê-lo ajudará a reduzir os inevitáveis efeitos negativos nas famílias e comunidades devido à COVID-19. No entanto, notamos, com profunda preocupação, que existem muitas teorias conspiratórias em torno destas vacinas. Pedimos ao Governo e a outras partes interessadas, como a Igreja e associações profissionais científicas, médicas e académicas, bem como aos meios de comunicação social, que assumam um papel de liderança na sensibilização e educação do público sobre os benefícios de receber uma vacina, bem como o dever moral que cada pessoa tem de salvaguardar o bem comum da saúde pública. Encorajamos vivamente todos os membros do público, especialmente os idosos e os mais vulneráveis com co-morbilidades, a receberem esta vacina, uma vez que isto ajudará a prevenir os efeitos fatais mais perigosos da COVID-19. Num país com um sistema de saúde que é tão vulnerável, todos nós devemos fazer a nossa parte para proteger o sistema de saúde e não sobrecarregá-lo para além da sua capacidade. Também encorajamos todos a continuarem a usar máscaras, a lavar as mãos, a manter o distanciamento social e a seguir os conselhos dos profissionais médicos. Basta olhar para as notícias que nos vêm da Índia para perceber que esta pandemia ainda não acabou.

Enquanto os especialistas prevêem a emergência de uma terceira vaga, é nossa esperança e nossa oração que os efeitos desta terceira vaga não sejam tão maus como as duas anteriores na vida de muitas famílias. Assim, enquanto as vacinas estão a ser lançadas para salvar vidas, acreditamos que esta doação de alimentos possa ajudar a prolongar e apoiar os meios de subsistência das famílias durante este período. Para além disso, queremos reiterar o nosso apelo original de Maio de 2020, quando inicialmente lançámos esta campanha. Que o Governo da Zâmbia, tal como os governos de todo o mundo fizeram, assegure a que os pobres sejam protegidos dos efeitos mais devastadores da COVID-19 através da disponibilização de “redes de segurança”, por exemplo, instalações de bem-estar social adequadas e com recursos a que as comunidades mais desfavorecidas possam ter acesso em segurança.

A Companhia de Jesus na África Austral é uma ordem religiosa católica de aproximadamente trezentos sacerdotes e irmãos que operam na África do Sul, Malawi, Moçambique, Zâmbia e Zimbabué e está sediada em Lusaka, Zâmbia. Celebra o 500º aniversário do seu fundador, Santo Inácio Loyola, de Maio de 2021 a Julho de 2022. O Provincial é o Padre Leonard Chiti SJ, e é representado na Zâmbia pelo Padre Nicholas Penge SJ.

Venha e apoie a causa
Contacto da Campanha: (+260/3/4) 977765775
development@jesuitssouthern.africa

Contacto de Imprensa:

P. Matthew Charlesworth SJ
Director de Comunicação
Companhia de Jesus na África Austral
communications@jesuitssouthern.africa
+260 (76) 356-2586

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Skip to content