DECLARAÇÃO PARA O DIA MUNDIAL DOS MIGRANTES E REFUGIADOS 2022

No Domingo, 25 de Setembro de 2022, a Igreja Católica comemora o 108o Dia Mundial dos Migrantes e Refugiados (DMMR). Este ano, o Papa Francisco escolheu “Construindo o futuro com migrantes e refugiados” como tema para destacar a importância de nos comprometermos com o chamamento de construirmos juntos um futuro que abrace o plano de Deus.

O Santo Padre sublinha a necessidade crítica de que todos trabalhem juntos na criação de um ambiente no qual todos possamos viver juntos em harmonia e dignidade. Este apelo surge num momento em que a violação da dignidade humana pelo desrespeito à imagem intrínseca de Deus em cada um de nós não só se tornou prática comum, mas acontece com pouca ou nenhuma condenação.

Muitos migrantes vulneráveis, refugiados e outras pessoas deslocadas à força estão nas margens existenciais da nossa sociedade e sofrem exclusão. Os Jesuítas da África Austral unem-se ao Santo Padre para encorajar todos a trabalharem juntos com os migrantes e refugiados na construção do Reino de Deus que engloba “amor, justiça e paz universal”. (cf. Gaudate et Exsultate, #25) Convidamos todos a responder positivamente ao convite de ser um povo que valoriza e abraça o outro, independentemente da sua nacionalidade ou cidadania.

Como Companhia de Jesus na África Austral, encorajamos ainda a todos a valorizar a presença de migrantes e refugiados nas nossas comunidades, reconhecendo o facto de que cada um foi abençoado com talentos. Pedimos que lhes seja concedida a oportunidade de participar na construção de um futuro melhor para todos. Como diz o Papa Francisco, eles “não são invasores ou destruidores, mas trabalhadores dispostos a reconstruir”. Se não aproveitarmos esta oportunidade de abraçá-los, perderemos uma grande oportunidade, uma dádiva de Deus para nos enriquecer a todos nós.

O Santo Padre encoraja-nos a todos, mas de modo especial, aos jovens, que constituem a maioria da população do continente africano, a fazer um esforço especial para construir o futuro com migrantes e refugiados.

A Companhia de Jesus, com migrantes, refugiados e jovens no centro das suas Preferências Apostólicas Universais, apoia o apelo do Santo Padre para que os jovens, tanto os dos migrantes (forçados) como os das comunidades anfitriãs da África Austral e além, prestem activamente atenção ao apelo do Papa Francisco. Todos nós nos devemo unir, arregaçar as mangas, construir um futuro inclusivo que valorize a contribuição e a presença de todos.


Contato:

P. Rampe Hlobo SJ
migration.delegate@jesuitssouthern.africa
Presidente da Migrantes e Refugiados Comissão

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Skip to content